Rubrica APOREB

O MEU RESÍDUO SERVE PARA PRODUZIR BIOENERGIA?

“Episódio 2”

Os Resíduos provenientes do processamento de madeira são utilizados como fontes renováveis fundamentalmente para a produção de eletricidade e aquecimento.

A mistura mecânica dos resíduos sólidos resultantes do processamento da madeira,  “terras”, pó de fibras, pó de polimento de aglomerados de madeira e serradura, com o pó do processamento de cortiça e com os efluentes gerados nesses processos, como por exemplo água de cozedura ou lavagem de estilha de madeira ou água de cozedura de cortiça ou licor negro, originam grânulos ou briquetes utilizados para a produção de eletricidade por queima. O vapor gerado no processo de secagem destes bio-produtos, biomassa, pode ser utilizado para aquecimento.

A utilização destes resíduos para produção de energia elétrica reduz a emissão de CO2 em 0,8 toneladas por Mwh gerado.

A Diretiva RED II estabelece uma meta de utilização de 32% de energias produzidas a partir de fontes renováveis em 2030, para a UE, definindo ainda que “no apoio às fontes de energia renováveis deverão ser prioritárias a prevenção e reciclagem de resíduos”.

O Plano de Energia e Clima apresentado por Portugal, à Comissão Europeia, prevê que, em 2030, 51% do total de energia produzida para o setor de aquecimento, cujo crescimento previsto para 2030 é de 3% face a 2020, será obtido através da utilização de biomassa.

Partilha